20 de setembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
23/11/20 às 18h58 - Atualizado em 23/11/20 às 18h58

Ação integrada – Segurança Pública de Planaltina

COMPARTILHAR

Proximidade com a população, redução dos índices de criminalidade, aumento da sensação de segurança, ações sociais, concentração de esforços para atuação policial e fornecimento de serviços. Assim será o projeto da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF), que faz parte do programa DF mais Seguro: a Cidade da Segurança Pública. O novo formato itinerante terá participação integrada das forças de segurança – Polícias Militar (PMDF) e Civil (PCDF), Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF) e Departamento de Trânsito (Detran-DF). A estrutura ficará instalada no estacionamento da Administração Regional de Planaltina de 25 a 29 de novembro.

 “Estaremos ainda mais próximos da população e de representantes de diversos setores, entendendo a necessidade de cada região. Além disso, vamos conhecer mais de perto o trabalho e as dificuldades dos agentes de segurança pública que atuam na linha frente. Esse contato e troca de experiências são essenciais para a elaboração e ajuste de políticas de segurança ainda mais precisas para cada localidade. Esperamos, com isso, dar um atendimento cada vez mais individualizado para cada região administrativa, melhorando assim a qualidade de vida da população”, explica o secretário de Segurança Pública, delegado Anderson Torres.

A inauguração do espaço ocorrerá na quarta-feira (25), às 9h, com a presença dos chefes e gestores da segurança pública do DF. Até o final da ação, no domingo (29), serão oferecidos serviços e ações. Entre as principais estão as operações DF Livre das Carcaças, a Quinto Mandamento, que tem foco na redução dos crimes contra a vida, além de inspeções e ações educativas do CBMDF, da Subsecretaria do Sistema da Defesa Civil e do Detran-DF. Haverá, ainda, diversas atrações e serviços para a comunidade, como exposição de equipamentos e viaturas, palestras, emissão de carteira de identidade, pela PCDF, entre outros.

“No DF, temos reduções relevantes nos índices criminais e queremos que isso seja cada vez mais isonômico entre as regiões. Todo o sistema de segurança pública se mobilizará para atuar de forma integrada em Planaltina. Este é o formato definido para a Cidade da Segurança, programa inovador que será aplicado em outras regiões do DF. Vamos permanecer no local com reforço das ações policiais, cumprimento de mandados em aberto, fiscalização de estabelecimentos, combate ao transporte pirata e melhorias na sinalização de trânsito”, esclarece Torres.

O novo formato itinerante terá participação integrada das forças de segurança – Polícias Militar (PMDF) e Civil (PCDF), Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF) e Departamento de Trânsito (Detran-DF)

As cidades serão escolhidas com base em diversos critérios, entre eles a estrutura das forças de segurança locais, levantamentos e análises criminais feitas pelos setores de estatística e inteligência, perfil socioeconômico da região, mapeamento de desordens, entre outros. Planaltina foi escolhida ainda pelo contexto histórico e por ser a primeira cidade do DF.

De acordo com o secretário executivo de Segurança Pública, delegado Júlio Danilo, serão realizadas ações nas microrregiões da cidade que apresentam concentração de crimes violentos letais e contra o patrimônio. “Atuaremos de forma integrada e coordenada com todas as forças de segurança pública para restabelecer a ordem. Neste sentido, teremos ações preventivas e repressivas, aliadas a ações de políticas públicas e sociais, com planejamento, para obtermos resultados mais efetivos para conter a criminalidade e aumentar a sensação de segurança em cada região”.

Aproximação com a linha de frente

Além da aproximação com a população, o objetivo da Cidade da Segurança é criar um canal direto de interlocução com os servidores das forças de segurança locais. Durante os cinco dias em Planaltina, o secretário de Segurança, chefes das forças de segurança e demais gestores da SSP/DF irão visitar batalhões e delegacias na cidade. “Queremos ouvir os profissionais que estão na ponta, que lidam diretamente com o público e com a criminalidade”, ressalta o secretário Anderson Torres.

Para o diretor-geral da PCDF, delegado Robson Cândido, a iniciativa é muito importante por promover a integração das forças de segurança e reforçar ainda mais a aproximação com a sociedade. “A Polícia Civil do DF tem a comunidade como aliada no combate à criminalidade e essa iniciativa é uma oportunidade de estreitar essa parceria. Diversas ações serão realizadas e serviços oferecidos à população de Planaltina”.

O comandante-geral da PMDF, coronel Julian Pontes, avalia que é indispensável à integração do sistema de segurança e a participação popular para o desenvolvimento de ações com resultados eficientes. “A Polícia Militar, assim como todos os demais órgãos da segurança pública, tem como missão levar ordem e paz à sociedade. Para isso, é indispensável ouvir as necessidades da comunidade, pois não existe segurança pública sem a participação popular. A PMDF, como instituição democrática, sempre estará perto da população para melhorias em nossos processos de policiamento”.

A cúpula da Segurança em um único local, com esforços concentrados para tratativas direcionadas a uma região, pode ser primordial para o direcionamento de ações específicas, como explica o comandante-geral do CBMDF, coronel Willian Bomfim. “Cada cidade tem uma peculiaridade, com condições geográficas e interesses distintos. Desta forma, podemos ter um olhar mais atento à necessidade dessa região, o que torna possível fazer a correção de rumos, ou seja, enquadrar as políticas públicas que mais se adaptam à região”.

Paz no trânsito

As ações de trânsito serão intensificadas, com ação conjunta do Detran-DF, Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF) e Polícia Rodoviária Federal (PRF), por conta da proximidade de Planaltina com a rodovia federal BR-020. “O Detran, por meio da Cidade de Segurança, levará à população de Planaltina e depois a outras regiões, a sua política maior, que é a educação de trânsito, com a presença da direção-geral e diretorias de policiamento e educação, buscando aproximar cada vez mais sociedade e Estado”, afirma o diretor-geral do Detran-DF, Zélio Maia.

Reforço no policiamento

As ações de policiamento serão reforçadas em Planaltina já a partir desta segunda-feira (23). A Polícia Civil reforçará o efetivo das delegacias e fará diversas ações integradas, entre elas a Operação Delta, com abordagens e identificações de pessoas, além de força tarefa para cumprimento de mandados de prisão em aberto. O Departamento Operacional (DOP), da PMDF, empregará tropas especializadas, como os batalhões de Policiamento com Cães (BPCães), de Aviação (Bavop), de Operações Especiais (Bope), Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran), Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas (Rotam), Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) e Batalhão Rural.

“Serão ações pontuais, com abordagem pessoal, de carros, verificação de mandados de prisão em aberto e alcoolemia, que independem das ações ordinárias do batalhão local. Toda ação será coordenada com base em pontos quentes de ocorrências criminais, ou seja, com maior incidência criminal, com base em análises de dados produzidos pela SSP/DF e pela corporação”, explica o chefe do DOP, coronel Hemerson Rodrigues.

Mapeamento de desordens 

A Unidade de Políticas Públicas (UPP), da SSP/DF, fez a identificação prévia de desordens, como lixo e entulho descartados incorretamente, mato alto e falta de iluminação adequada, e encaminhou para a administração regional a fim de facilitar a eficácia das ações. “Foi feito um mapeamento prévio para nortear obras, reparos e melhorias que impactam diretamente na sensação de segurança da população local”, explica o chefe da UPP, coronel Eduardo Holanda.

DF Livre de Carcaças

 A operação DF Livre de Carcaças será realizada na cidade para colaborar com a ação de combate à dengue na região, a partir da retirada de carros abandonados em vias públicas. “Identificamos os principais pontos de abandono de carcaças, por meio do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) local, e também da administração regional. Além de ampliar a sensação de segurança, contribuímos na eliminação de criadouros do mosquito Aedes Aegypti, transmissor de dengue, zika e chikungunya”, destaca o coordenador dos Consegs, Marcelo Batista.

Coordenada pela SSP/DF, a operação, que já retirou 392 carcaças do DF este ano, foi retomada no último dia 11, em Taguatinga.

Ações sociais e serviços

Durante a semana serão realizadas ações voltadas para o atendimento ao público, como emissão de carteiras de identidade, visitas ao Museu de Drogas da PCDF, DEAM Móvel e palestra com orientações de primeiros socorros. “As visitas terão um número máximo de pessoas para entrar no ônibus e todas as medidas sanitárias serão respeitadas, como uso de máscaras e álcool em gel”, explica o responsável pelo Museu, o diretor da Divisão de Polícia Comunitária (Dipcom), Wesley Bomfim.

Também serão realizadas oficinas de grafite, palestra do programa de Prevenção Orientado à Violência Doméstica e Familiar (Provid), da PMDF, bem como apresentação das bandas de música da PMDF e dos CBMDF.

 

Matéria e foto de SSP-DF

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros