20 de setembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
22/10/19 às 15h09 - Atualizado em 22/10/19 às 15h10

Programa Pequenos Reparos

COMPARTILHAR

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico começou nesta sexta-feira (11) o treinamento de técnicos das Administrações Regionais encarregados pelo credenciamento dos profissionais que vão trabalhar no programa Pequenos Reparos. Parceria da SDE com a secretaria de Educação, a iniciativa do GDF prevê a contratação de pedreiros, jardineiros, eletricistas, pintores, serralheiros, bombeiros hidráulicos, técnicos em informática, chaveiros e técnicos em eletrônica para realizar obras de manutenção nas escolas públicas.

 

O treinamento de técnicos das administrações regionais vai possibilitar que o profissional destas especialidades interessado em participar do programa pequenos seja formalizado como Microempreendedor Individual (MEI), com a obtenção do número do CNPJ. Depois desta fase, os interessados nos serviços deverão ser cadastrados em cada administração regional e aguardar os editais das quase 700 escolas e creches para realizar os serviços. O profissional deverá comprovar experiência mínima de seis meses para ser chamado participar do programa e entregar uma lista de documentos.

 

O curso que começou com os técnicos das administrações do Plano Piloto, Sobradinho e Lago Sul vai até o dia 18 deste mês e está sendo ministrado na sede da SDE, no Setor Comercial Norte, quadra 2, bloco C, número 900. O credenciamento dos profissionais também pode ser feito no Simplifica PJ, na QI 19 do Setor de Industrias de Taguatinga, lotes 28, 30 e 32. Ou ainda pela internet através do endereço eletrônico  www.portaldoempreendedor.com

 

Na prática, para cada obra serão cotados três orçamentos. Vencerá aquele que oferecer o melhor preço. O objetivo é contemplar todos os profissionais credenciados já que o sistema funcionará forma de rodízio. “Estamos acolhendo sugestões, respondendo dúvidas e ajustando o processo de trabalho para que haja o mínimo de tempo de espera para o credenciamento nas Salas do Empreendedor”, explica o coordenador de articulação com o Setor Produtivo, Allex Moraes.

 

Os serviços prestados serão pagos através de diárias que poderão custar entre R$ 93,64 a R$ 206,44, valores definidos pela Companhia de Planejamento do DF, a Codeplan. As obras não poderão ultrapassar o limite de R$8 mil, valor que dispensa licitações como prevê a lei. Se o orçamento superar esse teto, a obra poderá ser feita por etapas e por equipes distintas.

 

Confira aqui lista de documentos para credenciamento

 

 

*Matéria (texto e foto): www.sed.df.gov.br

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros